Curiosidades/Dicas

Como montar um kit iniciador de fogo

"Ter um kit desses na caixa da unidade/patrulha sempre ajuda! :D"

Como montar um kit iniciador de fogo

Por: Átila Santos

Uma das coisas mais incomodas num acampamento é ficar sem fogo. Especialmente quando os fósforos se acabam ou mesmo molham. Tendo isso em vista é hora de a gente saber o que é um kit básico iniciador de fogo, que vale tanto para uso em camping como em travessias.
A menos que você caia no meio de uma floresta de pára-quedas e sem equipamento algum, o kit de fogo é algo que tem que ser levado sempre que você sair da civilização, em especial se a viagem incluir trilhas ou travessias.
O fogo é primordial: com ele conseguimos cozinhar, esterilizar água, nos aquecer. De quebra, as chamas ainda afastam animais e aumentam as chances de sobrevivência caso você se perca no meio da trilha, uma vez que pode ser usada também para sinalização.
Embora seja possível acender fogo apenas com a fricção de gravetos, este método além de ser extremamente cansativo necessita de iscas muito secas, o que é virtualmente impossível de ser encontrado no meio de florestas tropicais como as brasileiras: a umidade nestes locais é tanta que, mesmo que fique dias sem chover, o chão, as folhas e todas as possíveis iscas não estarão secas o suficiente. E o sucesso desses métodos dependem de muito treinamento. Numa situação de emergência, o esforço para se acender fogo usando esses métodos, mesmo que as iscas e os gravetos estejam extremamente secos, chega a ser uma tarefa sobrehumana (não impossível).
Desta forma, nada melhor do que se preparar, tendo sempre em mente de: nunca depender somente de método para acender o fogo.

Se você gosta de usar isqueiros, tenha mais um sobressalente: o gás pode acabar, o isqueiro quebrar ou simplesmente ser perdido. Se prefere a pederneira, tenha também uma caixa de fósforos impermeáveis (caros e difíceis de encontrar, mas não custa tentar) ou os impermeabilizados em casa, que vamos ver mais abaixo como fazer.

No meu kit de fogo, levo:

– Duas ou três iscas;

– Tiras de câmara de ar;

– Um isqueiro tipo maçarico;

– Um isqueiro comum (prefira os mais confiáveis);

– Pederneira;

– Discos de parafina;

– Fósforo reutilizável;

– Bolas de algodão com vaselina liquida em

– OB com vaselina injetada

– Uma vela comum;

bb951f2570kit-fogo-01

Use um pote plástico, de preferência bem vedado ou de rosca para transportar seu kit. Se tiver dúvidas quanto à impermeabilização, acondicioná-lo dentro de um saco plástico bem fechado é suficiente. Tenha em mente que vai chover, mesmo que o dia esteja ensolarado. Sempre prepare-se para o pior cenário possível; assim, você sempre estará bem equipado.

Agora vamos ver cada item que compõe meu kit:

1) As iscas
Tenha sempre dois tipos de isca. A quantidade deve ser proporcional ao número de dias que se pretende depender do kit. No caso de travessias, aumente este número em 4 dias: é o tempo médio que um sobrevivente demora para ser localizado pelas equipes de resgate.

kit-fogo-02

algodão 1

As bolinhas de algodão embebidos em vaselina líquida e revestidas em parafina são muito interessantes: repelem a umidade, acendem fácil e queimam por tempo suficiente para acender o fogo mesmo que a lenha não esteja muito seca. Cada bolinha dessas dura de 15 a 20 minutos; você pode economizar cortando-a ao meio caso perceba que a fogueira irá acender facilmente. As bolinhas podem ser acondicionadas em pequenos potes de KinderOvo ou similares. No caso de OBs, pode ser injetado a vaselina com agulha e seringa, ficando protegido com o plástico exterior.

kit-fogo-03

As tiras de borracha facilitam muito o acender de gravetos, folhas e coisas que você encontrar no mato e que também não estejam muito secas. A borracha acende facilmente e com fogo considerável. Você pode envolver o ninho de folhas secas na tira de borracha.

A vela também pode ser útil: pode ser mais fácil acender o ninho de folhas secas com a vela do que com o fósforo ou o isqueiro.

2) Os isqueiros

isqueiro_3632

Tenha sempre dois: um comum e, se possível, um do tipo maçarico. Isqueiros comuns duram uma eternidade, mas acendê-los sob qualquer brisa mais forte é uma tarefa que tira a paciência de qualquer um. Os do tipo maçarico possuem uma chama mais quente (em torno de 1.100ºC) e são menos suscetíveis a ventos. Há também os que usam combustíveis líquidos (como os famosos Zippo). Eu particularmente prefiro os à gás porque o combustível líquido é muito volátil e tende a acabar em poucos dias.

3) A pederneira e os fósforos à prova d’água

kit-fogo-0 

25-palitos-de-fosforo-prova-dagua-vento-case-verde-uco-7195-MLB5167056452_102013-F

Quem já viu o Bear Grylls no Discovery deve ter percebido que ele gosta mesmo é da pederneira. Nada mais é do que uma barra de magnésio. Normalmente o outro lado da barra de magnésio há um flint (a barra preta) e um riscador (a chapa de metal). Atrita-se o riscador com o flint. As faíscas geradas irão inflamar o magnésio e o fogo terá início. Sua principal vantagem é funcionar mesmo molhada, e sua desvantagem é que ela pode quebrar. E acender uma isca com essas faíscas também não é uma tarefa fácil. No meu kit, a pederneira é a “saída de emergência” em conjunto com alguma isca muito boa, quando nada mais der certo.

Além dos isqueiros, é bom ter à mão também uma caixa de fósforos. Nunca dependa só deles: embora os palitos possam ser impermeabilizados, eu ainda não vi nenhum método eficiente para impermeabilizar o riscador da caixa – daí a necessidade de proteger o kit da umidade, dentro de plásticos, potes entre outros

Impermeabilizar os fósforos é muito fácil: basta mergulhá-los na parafina derretida por alguns segundos. Dica: aproveite a parafina que sobrou das iscas de algodão para fazer isso.

Por serem feitos de madeira muito seca, os palitos são verdadeiras esponjas de umidade: mesmo em casa, é difícil acender os fósforos de uma caixa que ficou muito tempo guardada. A parafina faz uma “capa” estanque em torno dos palitos, aumentando a resistência à umidade: os palitos pegarão fogo facilmente mesmo depois de molhados. Além disso, depois de acesos, o calor derrete a parafina que envolve o palito e cria uma chama mais forte e mais duradoura, ainda que bastante suscetível a ventos.

Só não se esqueça de tirar com a unha a parafina de uma parte da cabeça do palito antes de riscá-lo, pois senão a parafina pode se acumular na lixa riscadora da lateral da caixa e inutilizá-la.

Enfim, cada um tem suas preferências, seus métodos que julga mais eficiente na hora de acender o fogo. Como visto, meu kit reúne várias formas diferentes de acender o fogo, e isto é importante porque nunca sabemos em que condições encontraremos a lenha da fogueira. O intuito aqui é divulgar a ideia, servir como base para que você monte o seu.

Se você tem alguma dúvida, esse vídeo também pode te ajudar.

Maranatha e Sempre Alerta

|vi

banners-posts-instagram

Fundador, editor-chefe do MD, líder máster, chefe escoteiro, apaixonado por arte, design e muita aventura nas horas vagas.

Compartilhe nas redes

Você também pode gostar de:

Tente encontrar isso no Google

Curiosidades/Dicas

Tente encontrar isso no Google

Protetor de tela original

Alimentos que você pensa que são saudáveis, mas está muito longe disso! :(

Curiosidades/Dicas

Alimentos que você pensa que s&ati...

Você pensa que são saudáveis, mas está muito longe disso..

Comentários